Blog

Você quer ter mais paciência?

Paciência é a ciência da paz!

É ter a capacidade de manter o controle emocional equilibrado, sem perder a calma. Tolerar incómodos e eventos indesejados, independentemente da hora e do lugar.

E mesmo assim, ter paciência não é “coisa de monge”, amore! É uma habilidade que pode ser aprendida e exercitada tanto quanto andar de bicicleta! Basta você desejar!

Claro, que para isso você precisa ter a visão de que perder a cabeça, sentir raiva, ser intolerante fazem parte da vida. São movimentos necessários! Mas sua ira só deve se manifestar em determinados momentos, a frequência deve ser baixa, ok?

Bom, muita gente fala sobre exercícios de respiração, por exemplo, e isso ajuda mesmo, mas como é meio óbvio, vamos a algumas dicas menos frequentes de se ouvir!

  1. Cuide do seu corpo

Você já viu um bebê? Fica chatinho e chora quando está com fome, quando está com frio, com sono… O engraçado é que a gente não é muito diferente de um bebê. A gente não costuma chorar, mas ficamos bem enjoados! Hahaha!

Quando estamos com sono, fome, ou qualquer outro tipo de desconforto físico é natural perdermos com mais frequência a paciência. Então, controlar e suprir seu corpo devidamente é uma grande chave para ter mais paciência!

Alimente-se bem, faça exercícios, durma direito! Cuide do seu corpo com carinho e ele não vai te penalizar com a liberação de altas doses de adrenalina e cortisol (hormônios do estresse)!

  • Aprenda a relaxar

Não basta cuidar do corpo, precisa se atentar à mente também! Uma pessoa que não tem lazer, diversão e descontração é uma pessoa frustrada, triste e impaciente! Porque acumula insatisfações, e assim a qualquer menção de desconforto, explode!

Sendo assim, descanse, criatura, não só no final de semana! Lazer é algo que precisa preencher nossas vidas de domingo a domingo. MEXER NO CELULAR SÓ CONTA se for com vídeos fofos ou engraçados! Hahaha, brincadeira. Mas fica o convite pra você fazer algo mais construtivo, tipo conversar com seus amigos/parceiro(a); tomar um vinho; um banho relaxante; contratar serviços de massagem; ler um livro; colocar uma música e dançar! Além de relaxar, você ainda vai aproveitar e se conhecer melhor!

Relaxando, você não vai se sobrecarregar com emoções não elaboradas!

😉

  • Deixe quieto!

Olha, tem coisas que realmente não valem à pena… E, sério, você precisa mesmo saber distinguir o joio do trigo. Aprenda no que faz sentido colocar energia ou não!

A primeira regra para fazer a separação é: isso é algo que eu consigo mudar ou não depende de mim? Se não depende, deixe quieto!

E aí vai a coisa que mais independe da gente, mas muitos de nós continuam agindo como se dependesse: o outro.

OBS.: Menos se o outro for seu filho menor de idade, porque aí você precisa colocar limites e moldar caráter mesmo. Depois que viram adultos, eles que se criem!

Voltando, repete em voz alta isto aqui: EU SOU INCAPAZ DE MUDAR O OUTRO, A ÚNICA PESSOA QUE EU SOU CAPAZ DE CONTROLAR E MUDAR SOU EU!

Sério, você será mais feliz quando aceitar isso no seu coração! Você pode inspirar alguém a mudar através do seu modo de agir, mas não pode modelar ninguém a seu gosto!

  • Controle suas expectativas

Esse está ligado ao tópico anterior. A impaciência surge em momentos em que esperamos uma coisa, acontece outra e lidamos mal com essa discrepância. Então, coloque o pé no chão, seja realista sobre o que espera. E seja imaginativa(o)! Se algo não foi como o esperado, o que pode ser seu plano B. Ex.: Ia dar um rolê na natureza, mas está chovendo? Que tal ver um filme e cozinhar algo gostoso? Realismo e imaginação vão te ajudar muito a ter paciência!

  • Afaste-se e reflita

Olha, quando a gota d’água cai… Podemos ser muito explosivos, né? Sendo assim, afaste-se, esfrie a cabeça e reflita. Na hora da raiva, não visualizamos racionalmente todos os pontos, ficamos sem saber o que de fato está em jogo. Então, experimente se isolar um pouco antes de discutir loucamente. Um “a gente conversa mais tarde”, te impede de descontar nas pessoas as sus frustrações.

  • Torne-se mais forte

Quando mais resistente ao mundo externo você se tornar, menos vai se estressar e perder a cabeça. Fortaleça seu senso de importância. Abra mão das coisas que te fazem mal. Corte o mal pela raiz. Ser impaciente em um trabalho que você detesta é mil vezes mais provável do que em um que você ama, por exemplo.

Crie proteções contra ataques. Escolha não se estressar! Sério, você tem esse poder, só precisa ativá-lo. Pergunte sempre: vale à pena?

E como dica extra, essa oração estoica:

“Deus, conceda-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as coisas que posso e sabedoria para saber a diferença.”.

Para mais esclarecimento, assista ao vídeo a seguir!

CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO

Como você chegou até aqui, pode deixar nos comentários sugestões de temas!

E compartilha com alguém que você sente que pode estar precisando ler isso! 😉

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *