Blog

Você quer saber como não ser tomado por seus sentimentos?

Você quer saber como não ser tomada(o) por seus sentimentos? A não levar tudo para o lado pessoal? Então leia isso!

A gente reage somente ao que nos importa, sabia? É por isso que o oposto de amor não é o ódio, mas sim a indiferença. Dessa forma, precisamos aprender a gostar de algumas coisas e sermos indiferentes a outras.

Você fica com raiva quando alguém fala mal de você e se defende, porque você se importa. Você se magoa, porque se importa. Todos somos assim. “Se importar” nos faz humanos. Quando você não liga para mais nada, sente que a vida perdeu o sentido.

Mas a grande sacada é a seguinte: tem coisas que valem à pena e outras que não. E nós podemos escolher para o que nós queremos ligar.

São nossos valores e como os medimos que fazem com que a gente se importe ou não com alguma coisa. Exemplo: um dos seus valores é fidelidade e você acredita que uma traição é uma forma de infidelidade, logo, você não vai trair porque para você isso é errado e fazendo isso sentiria muita culpa. Se um dos seus valores é compaixão, você vai se esforçar para julgar o mínimo possível evai sentir amorosidade pelas pessoas ao seu redor. E por aí vai.

Por outro lado, independentemente do seu valor, se a forma como você o mede e como interpreta o mundo não forem saudáveis, você vai sofrer desnecessariamente. Exemplo: se justiça for seu valor e você acreditar que seus pais devem deixar a herança deles para você, se o oposto acontecer, você vai interpretar como sendo injustiça e vai sentir raiva. Entretanto, seus pais já te deram a vida, então, eles não te devem nada!

Por isso, devemos nos atentar a nossa forma de ver as coisas e a nossa tolerância, nos tornando mais resistente às situações e com valores mais saudáveis e consolidados. Assim, não seremos carregados por nossas emoções e sentimentos, vamos enxergar além deles por sabermos a causa do que estamos sentindo!

Bom, para mais esclarecimento, esperamos que a meditação a seguir possa ajudar! 😉

CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO

Como você chegou até aqui, compartilha com alguém que você sente que pode estar precisando ler isso! 😉

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *