Blog

Como ter um relacionamento equilibrado?

Um bom relacionamento afetivo é composto por pessoas inteiras. Seres que respeitam seu senso de individualidade e têm amor próprio. Que se sentem completos sozinhos e amam sua própria companhia. Mas como desenvolver essas habilidades quando você não vive isso ainda? Como desenvolver esse relacionamento equilibrado?
Primeiro, você precisa elaborar sua autoestima, ou seja, o valor que você dá a si mesma(o) e a forma como você se vê, independentemente do que os outros digam. Quando estamos centrados na nossa essência, não importam as acusações ou críticas, temos certeza de que estamos fazendo nosso melhor e que os comentários dos outros, quase sempre, dizem mais sobre eles que sobre nós.
Normalmente, nossa autoestima é um espelho da nossa relação com a figura maternal mais importante para nós durante nossa infância. Podendo essa ser nossa mãe, ou outra pessoa que fez o papel da energia feminina mais influente na nossa criação – uma avó, babá, tia, etc..
Há muitas formas de melhorar nossa autoestima, mas num geral o jeito mais eficiente é fazendo terapia. Com a ajuda de um profissional especializado fica muito mais fácil de agir nas causas que abalam essa sua maneira de se ver e valorizar.
Outro passo importante para se ter um relacionamento equilibrado é prezar por ambos terem tempo de qualidade sozinhos. Isso porque quando um casal faz todas as atividades em conjunto, ele perde aos poucos seus sensos de individualidade e autonomia. O que pode levar à dependência emocional, que é um dos grandes motivos para os relacionamentos afetivos desandarem!
Observe, quando você se torna dependente emocional do outro, isso reduz drasticamente seu poder pessoal e traz um peso muito forte para a relação. A energia começa a vibrar em uma frequência de obrigação ao invés de ressonar no amor.
Bom, para mais esclarecimento, assista ao vídeo a seguir!

Agora que você aprendeu como ter um relacionamento equilibrado, aproveite para ajudar alguém que você sente que pode estar precisando ler isso, compartilhando esse texto! 😉 😉

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *