Blog

7 Arquétipos Femininos

A mulher tem muitas faces, é plena, tem toda a potência em si. Ao longo da vida vai tendo a possibilidade de explorar os arquétipos que tem, e quando aprende a fazer uso desse poder interior, flui com facilidade.

O primeiro arquétipo feminino é o Anjo, que representa a pureza, a inocência, a doçura. Consegue o que quer cativando aos outros inconscientemente. Normalmente a mulher vive esse arquétipo intensamente até perder a virgindade, depois disso costuma assumir outra energia, mas pode vir a acessar as habilidades do Anjo tendo a consciência de as tem dentro de si.

O segundo é a Leoa. Ao abrir caminho para o fluxo da energia sexual é iniciado um processo no qual a mulher começa a aprender lidar com sua libido, que ainda está descontrolada. A Leoa é aventureira, tem sede de vida, é empolgada e forte.

Quando a mulher começa a ter controle de sua energia sexual e passar a utilizá-la de outras formas além do sexo, assume a posição de Guerreira. A Guerreira usa seu poder e força com um propósito. Já tem controle de sua libido e tem mais sabedoria na escolha de parceiros.

O próximo estágio é a Serpente, quando a mulher passa a usar a seu favor sua feminilidade e sensualidade. A Serpente é a mulher fatal, a sereia. Encantadora, mas ainda não tem tanta bagagem de vida.

Normalmente a Loba será expressa depois de a mulher ser mãe. A Loba sabe cuidar, sabe o que quer, o que funciona ou não para ela. É uma mulher experiente.

A Feiticeira pode não ter sido mãe, mas tem a sabedoria da Loba para entender o valor do cuidado. Esta tem domínio sobre os elementos, manipula a realidade. Sabe usar muito bem a Lei da Atração, faz o que podemos chamar de feitiços e poções. É muito poderosa.

E por fim, vem a Deusa. A mulher totalmente plena que acessa a todos os arquétipos na hora que quer.

Em qual fase da vida você está? Consegue fazer uso das habilidades das anteriores?

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *