Blog

Ondas Cerebrais | Entenda o que é a Onda Theta!

As ondas cerebrais são formadas pelos impulsos bioelétricos que carregam as informações entre os neurônios. Nosso cérebro trabalha com 5 tipos de ondas: Delta, Theta, Alfa, Beta e Gama.

Ao longo do dia, o cérebro naturalmente mantém ativos os 5 tipos de ondas cerebrais. Dependendo do que fazemos em cada momento, algumas ondas mostrarão uma maior atividade em determinadas áreas do cérebro, e outras trabalharão com menor intensidade em outras regiões. Ou seja, quando “estamos em Theta” quer dizer que nosso cérebro está funcionando predominantemente na Onda Theta, mas que algumas áreas ainda estão funcionando com os outros tipos de onda.

Vamos a seguir entender melhor como cada uma funciona!

Ondas Gamma

Vibra em frequências entre 30Hz e 70Hz, essa onda está relacionada com tarefas de um alto processamento cognitivo, como estímulos visuais, táteis e auditivos. E também quando precisamos resolver uma situação. A única ocasião em que não existem ondas gamma é em transe por anestesia. Também tem relação com a velocidade com que podemos nos lembrar de momentos, geralmente lembranças visuais.

Ondas Beta

Varia entre as frequências de 13Hz à 30Hz. Geralmente o estado beta é associado ao cotidiano, quando estamos fazendo coisas triviais da vida, mas também tem conexão com a emoções fortes como medo, raiva, ansiedade e alerta.

Ondas Alpha

Frequências entre 8 e 13 Hz, e ocorre durante a atenção plena e a meditação. Além disso, é geralmente associado a fantasia e devaneios, relaxamento e desapego. Essa onda tem sido conhecida por eliminar a dor e facilitar na cura.

Ondas Delta

De 1 a 4 Hz. A Delta é o tipo de onda com o nível máximo de inconsciência, que é quando uma pessoa dorme em sono profundo. A frequência é bem baixa, perto de zero. Quando maior a porcentagem de ondas delta no cérebro, mais profundo é o sono.

Ondas Theta | E estado Theta

Entre 4 e 8Hz, um estado profundo de relaxamento e meditação profunda. Sua ocorrência está associada a estados hipnóticos, e quando estamos na faixa entre acordado e dormindo, ou seja, quase dormindo ou acordando, com o consciente e inconsciente emparelhados. É um estado em que nosso corpo libera as enzimas mais eficazes para a regeneração e recomposição do nosso organismo. Elas também governam nossas atitudes, crenças e comportamentos, mantêm memórias e sensações. No ThetaHealing aprendemos a acessar conscientemente essa frequência de onda, para realizar curas, co-criar nossa realizada e ter mais estado de presença.

Como você chegou até aqui, pode deixar nos comentários sugestões de temas! E compartilha com alguém que você sente que pode estar precisando ler isso! 😉

Related Posts

5 thoughts on “Ondas Cerebrais | Entenda o que é a Onda Theta!

  1. Artigo super construtivo. Era uma dúvida que eu tinha! Vocês sempre atenciosos e levando luz para o nosso dia a dia!

    1. Marcelo da Costa Santos disse:

      Parabéns muito esclarecedor

  2. elio mezzomo disse:

    gratidão pelas dicas poderosas

  3. Vânia Junqueira disse:

    Eu gosto muito do assunto. Tenho interesse em ler mais a respeito, com o intuito de utilizar para benefício próprio e para melhor orientar pessoas que procuram informação a respeito. Uma vez que, sem dúvida, as ondas cerebrais usadas diariamente podem contribuir muito com a cura do corpo em geral. Tenho a impressão que ao avançar mais a pesquisa vai-se descobrir que se pode ampliar a capacidade cerebral equilibrada, harmônica, generosa, empática. Com mais discernimento pode-se co-criar mesmo muito mais a realidade. O futuro está no presente que gera um passado de resposta.

  4. Alexandre disse:

    Dizem que o estado de meditação profunda é um um estado de alta frequência vibratória. Como seria alta frequência se o estado alpha que é o estado de meditação profunda é baixa frequência ? Quanto mais sutil é a energia do corpo, mais rápida é a vibração ? A coisa parece meio contraditória, mas compreendo que a verdade por vezes parece contraditória, mas os opostos sempre se atraem. No salto quântico por exemplo o movimento dos elétrons se aceleram dando mais energia aos átomos, mas essa rápida vibração está relacionada com o corpo e não com o cérebro, por isso que parece contraditório. Podemos dizer que o estado alpha, de baixa Frequência cerebral, é um estado de rápida vibração corporal ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *